quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Concurso público municipal vai oferecer 127 vagas‏

      Foi realizada, na tarde desta terça-feira (21), na sede do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) em Garanhuns, uma reunião para discutir a realização do próximo concurso público do município. Participaram do momento o prefeito Izaías Régis Neto, o procurador-adjunto, Lucicláudio Góis, o secretário de Administração, Alfredo de Góis, a presidente da Comissão do Concurso, Norma Valdéria, juntamente com o 2º promotor de Justiça de Defesa da Cidadania de Garanhuns, Domingos Sávio Pereira Agra. A seleção vai ofertar 127 vagas em áreas diversas.

Na ocasião, alguns prazos foram estipulados. Quanto à realização, ficou definido que o Governo Municipal terá um período de 30 dias para a contratação da empresa realizadora. Em relação ao tempo para a divulgação do edital, mais 30 dias. O período de inscrição também terá mais 30 dias. As provas devem acontecer até 60 dias após o encerramento das inscrições. O concurso terá validade de dois anos, após a homologação, prorrogável por mais dois anos. 

SECOM GUS.

Psiquiatra é preso em Garanhuns acusado de estupro

Do JC Online


    
    Foi preso nesta terça-feira (21), em Garanhuns, Agreste pernambucano, o psiquiatra Lindemberg Isaque de Macedo, 73 anos, sob a suspeita de estuprar pelo menos três antigas pacientes. O médico foi capturado por policiais civis da 135ª Circunscrição Policial, sob o comando do delegado Edmilson Batista, na clínica onde atuava, localizada na Avenida Simoa Gomes, no bairro de Heliópolis, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela 1ª Vara Criminal do município.

De acordo com a polícia, o médico vinha sendo investigado desde 2008, quando o primeiro caso de abuso foi denunciado. “Uma das vítimas recorreu ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para denunciar o estupro e as outras duas procuraram diretamente a polícia. Segundo elas, o psiquiatra as hipnotizava ou sedava, deixando-as vulneráveis para que ele pudesse praticar os mais diversos atos libidinosos, além do ato sexual”, explicou Edmilson Batista.

“Quando acordavam, as vítimas recordavam de fragmentos do ocorrido, e questionavam o psiquiatra. O médico, por sua vez, tentava dissuadi-las falando que elas estavam delirando”, completou o delegado, lembrando que o médico não resistiu à prisão e, em depoimento, negou todas as acusações de suas antigas pacientes. Os casos denunciados teriam acontecido nos anos de 2007, 2008 e 2009.

Para Barbosa, a divulgação destes estupros pode encorajar outras vítimas do médico a procurar a polícia. “Ao dar detalhes dessa prisão, nosso principal objetivo é fazer com que outras mulheres que tenham sido abusadas por este homem criem coragem para denunciá-lo. Esse médico tem aproximadamente 40 anos de profissão e se fez isso com essas três pacientes, pode ter feito com outras também”, disse. Caso alguma mulher queira prestar queixa do psiquiatra, pode procurar a Delegacia da 135ª Circunscrição, na Rua Joaquim Távora, 259, Heliópolis, Garanhuns, ou qualquer outra delegacia do Estado.

Depois de passar por exame traumatológico, Lindemberg Isaque de Macedo foi direcionado à Cadeia Pública de Garanhuns, local onde aguardará seu julgamento.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Funcionamento das feiras livres é alterado no segundo turno das eleições e Dia de Finados

    O Governo Municipal, por meio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, informa que, em virtude das eleições do segundo turno para o cargo de presidente da República, no próximo domingo (26), a feira livre da rua Cecília Rodrigues (Cohab I), será realizada neste sábado (25). Já as feiras da Santa Terezinha (Magano) e da Cohab II, que normalmente funcionam aos domingos, serão canceladas a pedido dos próprios feirantes, que optaram por continuar trabalhando no sábado na feira da Central de Abastecimento de Garanhuns (Ceaga).

No feriado do Dia de Finados, 02 de novembro, as feiras acontecerão normalmente no domingo a pedido dos próprios feirantes, pois a mudança do dia das feiras diminui as vendas e, consequentemente, seus lucros.

SECOM GUS.

Homem é torturado com ferro de soldar após elogiar mulher em Sertânia

Vítima teria elogiado ex-namorada de suspeito, diz polícia. / Foto: Divulgação/Polícia Civil.
Vítima teria elogiado ex-namorada de suspeito, diz polícia. Foto: Divulgação/Polícia Civil.
 
    Um homem foi torturado por cerca de quatro horas no domingo (19) em Sertânia, no Sertão de Pernambuco. De acordo com informações da Polícia Militar, Vandenberg Alves da Silva, de 29 anos, teria elogiado a ex-namorado de um dos suspeitos, Leandro José da Silva, de 21 anos. O suspeito e outro homem teriam se dirigido a casa da vítima e praticado a tortura. O caso foi divulgado nesta terça-feira (21).

Ainda segundo a polícia, a vítima foi obrigada a ingerir bebiba alcóolica, comer sal e foi queimada com um ferro de soldar em várias partes do corpo. A tortura ocorreu na Rua Terezinha Laet, no bairro Mário Melo. Os dois suspeitos foram presos e encaminhados a delegacia do município.

Em depoimento, os suspeitos afirmaram que teriam a intenção de matar a vítima. Eles foram autuados por tentativa de homicídio e encaminhados para a cadeia pública do município.
 
Do NE10

Rafinha Bastos ironiza o Sport

   O apresentador Rafinha Bastos pegou pesado com o Sport e ironizou bastante a situação do time pernambucano, depois do anúncio da palestra do ex- comandante do BOPE Paulo Storani. A palestra foi realizada no último sábado no Rio de Janeiro, antes do empate em 1 a 1 com o Botafogo.

Blog do torcedor.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Juiz nega indenização a torcedor que processou o Vasco após rebaixamento

ES 08/12/2013 - Joinville -SC - Atletico PR x Vasco. Foto Pedro Kirilos / Agencia O Globo 
     Um torcedor do Vasco que entrou na Justiça contra o clube, depois de mais um rebaixamento ano pasado, foi aconselhado pelo juiz que analisou o caso a mudar de time em sua sentença. O advogado Fabio Souza Lobo alegou que virou motivo de chacota e pediu indenização moral ao clube no processo.

O pedido, porém, foi negado pelo juiz Richard Robert Fairclough, do Juizado Especial Cível de Itaguaí, que aproveitou a sentença para dar um conselho ao vascaíno:

“Caso o autor não queira mais ser motivo de chacota, pode optar por torcer por outro time, um que nunca tenha sido rebaixado. Este magistrado até poderia indicar um time carioca que nunca foi rebaixado, não fosse à imparcialidade que me impõe o ofício”, escreveu na sentença.

O juiz destaca ainda a péssima fase do Vasco, fala em campanhas vexatórias, resultados humilhantes, e dois rebaixamentos para a Série “B” do Campeonato Brasileiro (2008 e 2013), além de reforçar o “título” de vice-campeão .

No entanto, no entendimento do magistrado, os fatos apresentados pelo autor da ação “não passam de mero aborrecimento, inerente ao fato de ser torcedor, onde um dia se vangloria da vitória, e noutro se entristece pela derrota”.

Como o advogado comprovou ter se associado ao clube e pago as mensalidades, o Vasco foi condenado a emitir e enviar a carteira de sócio torcedor, no prazo de 30 dias, sob pena de multa diária de R$ 100,00.

CONFIRA A SENTENÇA NA ÍNTEGRA: 

Relatório dispensado, na forma do artigo 38, da Lei n.º 9.099/95. Passo a decidir. Alega a parte autora que se associou ao CLUBE DE REGATAS VASCO DA GAMA, atendendo aos apelos da diretoria, a fim de ajudar o clube a superar mais um momento difícil. Que enviou documentos e efetivou pagamentos, mas não recebeu a carteira de sócio. Reclama da péssima administração do clube pelo segundo réu, ROBERTO DINAMITE, que levou o ´GIGANTE DA COLINA´ ao rebaixamento para a Série ´B´ do Campeonato Brasileiro, por duas vezes. Alega ainda que se sente envergonhado, humilhado e diminuído, tendo que aturar gracinhas nas redes sociais, por parte de colegas advogados e até de magistrados. Afirma que tal fato desvalorizou o título de sócio adquirido, gerando dano material. Requer ao final a condenação dos réus em entregar a carteira de sócio, e indenização por danos morais. O primeiro réu, CLUBE DE REGATAS VASCO DA GAMA, alega, em contestação, preliminar de ilegitimidade passiva que rejeito tendo em vista constar o mesmo do contrato, e ser cedente nos boletos emitidos. No mérito, alega que não é responsável pelos danos alegados pelo autor, que não existe nexo causal, e que não há que se falar em danos morais. O Segundo réu, CARLOS ROBERTO DE OLIVEIRA, apesar de citado não respondeu, estando revel. Entretanto, os efeitos da revelia não são absolutos, não isentando o autor de provar os fatos alegados. O autor se associou ao CLUBE DE REGATAS VASCO DA GAMA, fato provado as fls. 14 e seguintes. A péssima fase que vem passando, com campanhas vexatórias, resultados humilhantes, e dois rebaixamentos para a Série ´B´ do Campeonato Brasileiro (2008 e 2013), além de amargar reiteradamente o título de vice campeão (36 vezes vice campeão no total, sendo um Campeonato Brasileiro, uma Taça do Brasil e 23 Estaduais, entre outros), é fato público e notório, do conhecimento geral, e dispensa prova. Entretanto não vislumbro nexo causal entre a atividade desenvolvida pelo primeiro réu, CLUBE DE REGATAS VASCO DA GAMA, ou a conduta do segundo réu, ROBERTO DINAMITE, e a má fase que vem amargando o futebol do CLUBE DE REGATAS VASCO DA GAMA. A administração do clube é atividade complexa, e não é possível no presente processo identificar e valorar as condutas que levaram aos resultados danosos reclamados pelo autor. Ademais, sabe-se que, em se tratando de futebol, não há como prever os resultados dos jogos ou dos campeonatos, tanto que é conhecido o jargão: ´o futebol é uma caixinha de surpresas,´ ou como explica o próprio CLUBE DE REGATAS VASCO DA GAMA em sua contestação: ´O Vasco competiu e perdeu, é a vida.´ Caso o autor não queira mais ser motivo de chacota, pode optar por torcer para outro time, um que nunca tenha sido rebaixado. Este magistrado até poderia indicar um time carioca que nunca foi rebaixado, não fosse à imparcialidade que me impõe o ofício. Assim, os fatos suportados pela parte autora não passam de mero aborrecimento, inerente ao fato de ser torcedor, onde um dia se vangloria da vitória, e noutro se entristece pela derrota. Quanto à emissão da carteira de sócio, merece acolhimento o pedido, tendo em vista que o autor se associou e realizou pagamentos de mensalidades, devendo tal obrigação ser suportada pelo primeiro réu. Isso posto, JULGO PARCIALMENTE PROCEDENTE O PEDIDO, nos termos do artigo 269, I do CPC, para condenar o segundo réu a emitir e enviar ao autor a carteira de sócio torcedor, no prazo de 30 dias, sob pena de multa diária de R$ 100,00. Sem custas nem honorários nesta fase. Transitado em julgado certifique-se, dê-se baixa e arquive-se. R.I.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Mortes por assalto aumentaram 23% este ano em Pernambuco

Reprodução/TV Jornal

       O número de mortes por assalto aumentou 23% em Pernambuco este ano em comparação com 2013, quando houve 51 mortes, contra as 63 registradas até o momento. O chefe do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), José Cláudio Nogueira, diz que geralmente essas mortes ocorrem por reações das vítimas ou por nervosismo de criminosos que estão sob efeito de drogas. Em casos como esses, a recomendação dada pela polícia é que a vítima deve não reagir e entregar todos os objetos de valor ao assaltante para se livrar da situação o mais rápido possível.

Casos de vítimas que reagem podem acabar mal. É o caso de Suany Muniz Rodrigues, 33 anos, que morreu em fevereiro de 2013 com um tiro na cabeça dentro de um ônibus em Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. O pai dela conta que Suany teria se recusado a entregar a bolsa a dois assaltantes, e por isso foi morta. Os criminosos foram presos mas, segundo ele, a saudade daa filha não se apaga.