quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Ex-jogador Oscar Schmidt é vaiado e xinga plateia em palestra em Caruaru

DO NE10
  • u
Ex-jogador teria se irritado com sistema de som do evento / Foto: Reprodução.
Ex-jogador teria se irritado com sistema de som do eventoFoto: Reprodução.
O ex-jogador de basquete da Seleção Brasileira Oscar Schmidt, de 56 anos, foi vaiado durante palestra realizada no último domingo (16) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Mais de dois mil alunos de uma faculdade particular do Interior pernambucano estiveram presentes no evento realizado em um shopping center da cidade. A palestra repercutiu negativamente nas redes sociais. O jogador foi alvo de críticas.

De acordo com Marcos Ferreira, aluno de educação física, que esteve na palestra, o ex-jogador foi “grosseiro com o público” e não estaria preparado para realizar palestras. “Nós tivemos que passar por momentos constrangedores. Ele começou a falar vários palavrões desnecessários, foi mal educado com as pessoas. As pessoas que foram para admirar e ouvir a história dele começaram a vaiar. Ninguém estava acreditando naquilo. Mais de 500 pessoas abandonaram a palestra antes da metade”.

Ainda segundo Marcos, Oscar começou a ficar irritado por causa de uma falha no sistema de som do evento. “O microfone sem fio dele estava dando interferência e ficava fazendo um barulho. Ofereceram outro microfone para ele, mas ele disse que não usava aquele tipo porque era microfone de amador. Enfim, eu fui ver um exemplo, esperando levar ensinamentos para minha vida profissional, e saí com uma sensação terrível. Ele disse que sairia com uma má impressão de Caruaru, mas ele que destruiu tudo que nós pensávamos sobre o atleta”.

Estudante postou indignação em rede social
Estudante postou indignação em rede socialFoto: Reprodução/Facebook.
A estudante de Letras Cybeli Oliveira também reclamou da condução da palestra. Ela fez um texto e publicou em uma rede social.  Segundo ela, “a palestra foi uma total baixaria, chamou vários palavrões, insultou e humilhou a plateia em todos os momentos, reclamava o tempo todo com as pessoas que estavam tirando fotos dele dizendo que estava ali para contar a história dele e não para ser fotografado, pois quem quisesse tirar foto dele poderia ir embora. […] Enfim, só presenciei apenas 15 min de palestra, pois eu e mais centenas de pessoas nos retiramos dali, pois esses poucos minutos foram o suficiente para transformar aquele momento de satisfação e de aprendizado em ódio. Pois em minutos aquele tão desejado palestrante nos mostrou pessoalmente o seu lado mal educado,torpe, grosso, sem escrúpulos”.

A faculdade emitiu nota pedindo desculpas aos alunos que pagaram para assistir à palestra e lamentando o comportamento do ex-jogador. O departamento de marketing da unidade de ensino informou que a escolha de Oscar para ministrar a palestra foi baseada em outras ações feitas por ele em outras instituições de ensino e que “jamais se esperaria o tipo de comportamento adotado por ele diante do público”. A equipe doNE10 Interior ligou diversas vezes para a assessoria de imprensa do ex-jogador, mas as ligações não foram atendidas.

Três Unidades Básicas de Saúde serão entregues em 2015‏

    Três Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) estão sendo construídas, em Garanhuns. As unidades, que estão com mais de 30% das obras concluídas, estão localizadas na Cohab II, comunidade Indiano e bairro José Maria Dourado – conhecido popularmente como Brahma. A previsão é que os novos prédios sejam entregues no ano de 2015. A unidade da Cohab II é a mais avançada, com 50% de sua obra concluída.
 Garanhuns já possui 35 unidades, que atendem, em média, 100 pessoas por dia, cada uma. As três novas unidades beneficiarão os moradores das proximidades e todo o serviço de saúde do município.
 Os principais serviços oferecidos pelas UBS’s são: consultas médicas, inalações, curativos, vacinas, e outros atendimentos básicos de saúde. A agricultora Solange Ferreira, que mora na Cohab II, destaca os benefícios das obras. “Me sinto privilegiada, pois além dessa unidade de saúde, também está sendo construída a UPA, aqui próximo. Isso é muito importante, principalmente para nós como moradores próximos, pois não precisaremos correr para outros hospitais que ficam longe daqui”, disse. 
SECOM GUS

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Pai da vítima dos canibais discorda da pena dada pela Justiça de Pernambuco

Ana Maria Miranda, Amanda Duarte e Elvis de LimaDo NE10
"Eu achei um absurdo esse julgamento. Esses 21 anos foram muito pouco", desabafa o pai de Jéssica / Foto: Elvis de Lima/NE10
"Eu achei um absurdo esse julgamento. Esses 21 anos foram muito pouco", desabafa o pai de JéssicaFoto: Elvis de Lima/NE10

Insatisfeito com a condenação do trio conhecido como "canibais de Garanhuns", o pai de Jéssica Camila da Silva Pereira, 17 anos, morta em 2008, esperava mais da Justiça. A pena dos condenados varia entre 19 e 21 anos de reclusão, mas para o pai da vítima foi muito branda. Emanuel de Araújo, 54 anos, disse que não perdoa os assassinos e quer, inclusive, que o sobrenome de Jorge, um dos "canibais", seja retirado judicialmente do nome da filha de Jéssica, sua neta.
  
Na última sexta-feira (14), os réus Jorge Negromonte, Isabel Cristina e Bruna Cristina foram condenados pela Justiça de Pernambuco, pelos crimes de homicídio, vilipêndio (agressão ao cadáver) e ocultação do corpo. "Eu achei um absurdo esse julgamento. Esses 21 anos foram muito pouco. Eu não perdoo eles. Mataram a minha filha. Essa é uma ferida que não vai sarar nunca", desabafa Emanuel. O avô também queria ter ficado com a guarda da menina, mas a Justiça não autorizou por ele não ter condições financeiras suficientes. Atualmente, a criança vive com uma tia de segundo grau. Tanto o pai de Jéssica, como a tia da menina, assistiram o julgamento pela televisão para evitar o assédio da imprensa e da população no Fórum de Olinda.
Jéssica foi morta aos 17 anos, quando sua filha tinha apenas 1. Hoje, a criança já está com 8 anos e não consegue esquecer o crime que presenciou. A guarda da menina está com Cosma de Araújo, 65 anos. Agressividade e desobediência são características marcantes de V. T., apesar dela ir uma vez por semana para o psicólogo. Mesmo doente, Cosma insiste em criar a criança.
Na escola, os colegas da menina sabem de toda a história e também fazem bullying com a criança
Na escola, os colegas da menina sabem de toda a história e também fazem bullying com a criançaFoto: Elvis de Lima/NE10
Em uma casa pequena e bem humilde, em Igarassu, na Grande Recife, a tia Cosma conta que batalha muito para garantir sustento e educação para a criança. As duas vivem sozinhas e já precisaram mudar de residência devido ao preconceito e as críticas que recebiam da comunidade e vizinhos. Na escola, os colegas da menina sabem de toda a história e também fazem bullying com a criança. Hoje a filha de Jéssica já sabe ler e escrever, mas sente receio em ir para a escola.
Ainda segundo a tia de Jéssica, ela sempre se comunicava com a sobrinha. "Nós sempre nos falávamos por telefone. Inclusive já desconfiava que tinha alguma coisa errada. Já pensava que tinham mesmo matado minha sobrinha. Mas ninguém acreditava em mim. Cheguei até a procurá-la no IML", lamenta a aposentada.
 
OLINDA - Na rua onde os três condenados moraram por dois anos, na quinta etapa de Rio Doce, em Olinda, os vizinhos acompanharam o julgamento pela televisão. Para eles, a pena não foi suficiente para tanta crueldade. A vizinha que mora ao lado da casa onde o crime ocorreu, que não quis se identificar, comenta o alívio com a condenação: "fiquei satisfeita que eles foram condenados e a justiça foi feita, mas os três podiam ter pego mais anos de prisão. Espero que quando eles sejam julgados pelos crimes de Garanhuns a pena seja maior".
Maria Lúcia acredita que seria a próxima vítima do trio
Maria Lúcia acredita que seria a próxima vítima do trioFoto: Amanda Duarte/ NE10
Maria Lúcia Ferreira, 57 anos, que afirma que seria a próxima vítima do trio, comenta que está mais tranquila e relata a diferença no comportamento dos condenados durante o julgamento. "Aqui na vizinhança Bruna era muito fria e não falava com ninguém, passava na rua de mãos dadas com Jorge mas nem olhava para as pessoas. No julgamento parecia que ela estava numa festa, toda feliz, acho que isso foi estratégia dos advogados", ressalta. Quando questionada sobre a pena, a dona de casa afirma que gostaria que Isabel passasse mais tempo na cadeia: "ela é que tinha mais culpa, porque conversava e atraía as pessoas. Talvez se ela não ajudasse os outros não tivessem coragem de chamar as pessoas para dentro de casa".
 
GARANHUNS - A cidade de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, aguarda o julgamento do "trio de canibais" pela morte de Giselly Helena da Silva, 21 anos, e Alexandra da Silva Falcão, 20, após a condenação de Jorge, Isabel e Bruna pela morte de Jéssica, em Olinda, Grande Recife.
De acordo com o jornalista Eduardo Peixoto, da Rádio Jornal Garanhuns, a condenação do trio pelo crime na Região Metropolitana do Recife não teve tanta repercussão: "O clima ficou tranquilo, porque o pessoal está esperando o julgamento pelos crimes cometidos aqui. Não teve tanta movimentação; espera-se que as pessoas se interessem mais quando acontecer o julgamento em Garanhus".
Os restos mortais das jovens Giselly e Alexandra foram encontrados em abril de 2012 no quintal da casa do trio, no bairro de Liberdade. Elas estavam desaparecidas desde fevereiro e março, respectivamente. Em entrevista na época, o delegado Wesley Fernandes informou que os réus confessaram haver usado a carne das vítimas para rechear salgados que eram vendidos pela cidade. Fato que foi negado durante o julgamento em Olinda.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Noivo é preso após furtar vaca para a festa de casamento

    Policiais militares prenderam no início da madrugada desta quinta-feira (13) em Franca (SP), um homem de 28 anos acusado de furtar e abater uma vaca para usar em seu próprio casamento, marcado para este sábado (15). O flagrante aconteceu no Jardim Guanabara, em um pasto ao lado da rodovia Candido Portinari, onde o suspeito foi visto quando a viatura passava no pontilhão sobre a pista.

Os PMs contaram que estranharam porque o rapaz estava sujo de sangue e tentou se esconder ao ver a patrulha da Força Tática. Quando foi abordado pelos policiais ele se preparava para colocar a carne dentro de uma picape. Um casal que chegou ao veículo garantiu que desconhecia a procedência da carne.

O suspeito, cujo nome não foi revelado - mas que mora no bairro City Petrópolis e é conhecido por "Paraná" - alegou que serviria a carne aos convidados na festa que pretende fazer após a cerimônia do enlace. Ele já havia abatido o animal e cortado em quatro partes quando foi abordado ainda no pasto. A cabeça e as vísceras ele havia jogado em um buraco.
Levado à polícia de Franca, o rapaz foi autuado em flagrante e não tinha os R$ 2.200 arbitrados de fiança pelo delegado. Diante disso, acabou sendo levado ao Centro de Detenção Provisória (CDP). Já a carne, por questões de higiene, foi descartada no aterro sanitário.

Do JC.

Suspeita de matar o pai a facadas em Saloá é presa em Garanhuns, PE

Do G1 Caruaru

   Uma mulher, Michele Florentino, foi presa nesta quinta-feira (13) sob suspeita de ter matado o pai a facadas há cerca de um mês no município de Saloá, no Agreste de Pernambuco. A prisão ocorreu na casa de um irmão dela no Bairro da Brasília, em Garanhuns, na mesma região.

De acordo com a Polícia Civil, o mandado foi expedido após informações de que a suspeita estaria com passagem comprada para viajar na próxima semana para o estado de São Paulo e ter efetuado um saque de alta quantia em dinheiro. Ela também teria confessado a autoria do crime a algumas pessoas, ainda segundo a polícia. A mulher será encaminhada para a Colônia Penal de Buíque.

Entenda o caso
Um idoso de 71 anos foi morto a facadas em Saloá, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, o homicídio ocorreu depois do homem ter chegado bêbado em casa e discutido com a filha. O caso ocorreu em 18 de outubro. Ainda segundo a polícia, a vítima seria suspeita de matar um filho há 16 anos. O caso está sob responsabilidade da Delegacia de Homicídios de Garanhuns.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Você tem medo de falar em público ?


Jorge Beltrão foi inocentado de morte de jovem de 17 anos há quatro anos

Do NE10
 
Jorge Beltrão em foto de arquivo / Foto: arquivo

    Luciano Severino da Silva, 17 anos, foi morto com um tiro nas costas no Bairro Novo, em Olinda, durante um arrastão.
 
De acordo com Fernando, todos os crimes pelos quais Jorge está sendo julgado nesta quinta poderiam ter sido evitados caso ele tivesse sido condenado. O irmão de Luciano culpa o corpo de jurados da época, que absolveu o canibal por sete votos a zero. 
 
Perguntada sobre o caso, a juíza Maria Segunda Gomes informou que lembrava do julgamento e que Jorge havia sido absolvido pela falta de provas.